domingo, 19 de fevereiro de 2012

Mudas de rosas: estacas e enxertos

Carolina Gurgel


Agora, vamos fazer as estacas de galhos, que não é nenhum bicho de sete cabeças!
E se você ficar feliz e contente com uma bela rosa chá ou com uma bela trepadeira (existem umas com flores enormes), é só fazer as estacas e logo depois plantá-las, depois de preparar com todo aquele carinho e antecedência que já explicamos, no lugar definitivo.
Se você vai se aventurar a fazer enxertos, também vai precisar das estacas para serem os cavalos. Nada a ver com o Rodrigo Pessoa - nem você vai precisar ter um cavalo de verdade comendo o seu jardim. As estacas são chamadas de cavalos do enxerto, pois são plantas de raízes fortes que vão carregar as que são delicadas (um tipo de "raiz de aluguel").
E já que, como dizia um nosso grande filosofo: "Quem está na chuva é para se queimar", a enxertia é até divertida e nem é tão difícil assim, só leva teeeeempooooo!
Rosas chá e ou trepadeiras servem, ou você pode comprar estacas nas lojas especializadas. As mais usadas são de roseiras multifloras, caninas ou chinensis.
Se você já tem de onde tirar as estacas, vamos lá: escolha uns galhos sadios e simpáticos, no fim da primavera e espere as pétalas das rosas começarem a cair.

Encontre neles o primeiro galho com 5 folhinhas e encostando a tesoura acima dele, corte fora a rosa e o resto. Faça outro corte igual uns 15 cm abaixo do primeiro, sempre cortando em diagonal. Está quase pronta a sua estaca!!!! Corte quantas precisar, cada uma em um galho parecido com o primeiro.

Deixe, em cada uma, dois galhinhos de 5 folhas em cima e corte os outros bem rente - os espinhos também, sem dó. Molhe as pontas de baixo e mergulhe-as em hormônio em pó (para plantas) as raízes vão aparecer mais depressa.
Plante os pauzinhos (estacas, desculpe) em um recipiente com areia e vermiculite ou composto orgânico. Se você tiver vasinhos vazios, cabem até umas 6 estacas num de 15 cm de altura.

Firme bem em volta delas e envolva tudo com um saco de plástico transparente, fechando bem embaixo (assim você não vai precisar regar), mas deixe espaço no plástico para as novas folhinhas que vão aparecer depois de umas seis semanas.
Coloque naquele lugar bem iluminado com luz indireta, e torça!
Quando as plantinhas estiverem com dois ou três galhinhos, mude-as de casa, cada uma para um vaso pequeno, cheio de terra e composto orgânico em partes iguais.

Regue e cubra, de novo, com um saco plástico, feche bem e volte para o lugar iluminado. Depois de três semanas você vai ter suas mudinhas prontas!!!!!!
Ou para serem plantadas no lugar definitivo no seu jardim, ou para serem cavalos e, nesse caso, estão prontas para seus cavaleiros (os enxertos).Também nesse caso devem ir para um canteiro - ou um lugar no roseiral - onde ficarão as rosas enxertadas, pois quanto mais forte, enraizado e adaptado eles estiverem na época da enxertia, melhor.
Na próxima semana vamos tirar as borbulhas e colocá-las no lugar! Borbulhas de rosas, ainda bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário